quinta-feira, outubro 31, 2002
Hoje comprei 5 rolos de 36 poses de filme. A máquina fotográfica eu ganhei na semana passada, é uma linda Yashica toda automática. Comprei também um filme de 12 poses para testar a máquina antes de eu viajar: e se ela for uma porcaria? Essas coisas a gente só descobre depois que usa.
Multipliquei 5 rolos por 36 poses e descobri que posso tirar 180 fotos nos meus dois meses de viagem. Dá 90 fotos por mês. Parece muito mas, na verdade, são 3 fotos por dia. Uma miséria! É verdade que, depois de um certo tempo no mesmo lugar, as coisas deixam de ser novidade, mas o negócio é que eu vou querer tirar foto da minha despedida em BH, da bagagem com etiquetas Disney, das primeiras pessoas do programa que eu conhecer, da vista aérea de Orlando, do aeroporto de Orlando, da entrada do condomínio em que vou ficar, da entrada do apartamento em que eu vou ficar, do quarto em que eu vou ficar, das roomates que eu vou ter... e nem cheguei nos parques ainda! Aí, além das inúmeras fotos que todo turista tira, ainda vou tirar da loja em que vou me instalar, do uniforme que vou vestir, de mim mesma trabalhando... se bem que, com tantas fotos para tirar, não vai sobrar tempo pra trabalhar!
terça-feira, outubro 29, 2002
Estou procurando livros sobre o Brasil para levar e mostrar a todos quão lindo e moderno é o nosso país, mas todos os que encontrei só falam (e tem fotos) da Amazônia, Pantanal, praias do Nordeste e cidades históricas de Minas Gerais. É por isso que todo mundo no exterior acha que o Brasil é um grande matagal com um hotel de luxo aqui e ali!
segunda-feira, outubro 28, 2002
Três semanas e contando! Daqui a 21 dias, exatamente neste horário, estarei aterrisando no território do líder do mundo livre. Estou confiante de que lá vai fazer menos calor. Apesar de ser a Flórida, estarei em pleno outono/inverno americano.
Já estou ganhando presentes de Natal adiantado. Isso é muito bom. O Leo (a.k.a meu namorado) vai me dar uma máquina fotográfica, que será utilíssima para explorações jornalísticas e fotos com personagens. A propósito, estou levando também um gravador. É sempre possível encontrar o Bush passeando no Magic Kingdom. Ou a Madonna. Ou um galãzinho global na excursão da Tia Eliane.
Assim que chegar nos EUA, pretendo me cadastrar em todos os sites que dão freebies (i.e., trecos grátis) e fazem promoções. Esse tipo de coisa só vale para os residentes legais americanos, e eu serei um deles. Pensando bem, posso fazer isso assim que eu ficar sabendo meu endereço por lá. O povo vai poder mandar os prêmios para mim sem problemas... ou será que eles vão querer ver meu passaporte pra checar a data de entrada? Hum, isso não seria bom.